POTÊNCIA HMNEWS. ÚNICO COM CREDIBILIDADE E INOVAÇÃO EM PAPEL, INTERNET E EVENTOS.

ELÉTRICA | ILUMINAÇÃO | AUTOMAÇÃO |
SUSTENTABILIDADE | SISTEMAS PREDIAIS
 

 

+ de

105 mil

 

LEITORES, INTERNAUTAS, PROFISSIONAIS E FÃS DA REVISTA POTÊNCIA :)

 
ANUNCIE

Tramontina recebe certificação internacional

Certificado representa um marco histórico na certificação de equipamentos elétricos “Ex” no Brasil, pois é a primeira certificação IECEx emitida para um fabricante nacional, por um organismo brasileiro acreditado neste sistema

Nova fase do Programa de Acesso à Energia, da Schneider Electric, é lançada no Brasil

A Schneider Electric, especialista global em gestão de energia e automação, lança uma nova fase do seu Programa de Acesso à Energia - iniciativa global que existe desde 2009 em aproximadamente 40 países e que tem objetivo de levar energia segura, eficiente e sustentável à comunidades que vivem em situação de escassez energética (onde a energia não existe ou não é confiável). O programa combina capacitação em eletricidade, sistemas fotovoltaicos e empreendedorismo com a oferta de soluções solares de iluminação e eletrificação coletiva. A nova fase foi lançada em 4 estados do Norte e Nordeste do país  – Maranhão, Paraíba, Pernambuco e Tocantins - e conta com uma novidade: uma bancada didática exclusiva toda equipada com as soluções fotovoltaicas off grid (que funcionam fora da rede elétrica) da Schneider Electric, desenvolvida em parceria com o SENAI Alagoas.

Consumo de energia elétrica recua 2,8% no Estado de São Paulo em 2016

A  Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo divulgou que o volume de energia elétrica consumido  no  Estado  em  2016 registrou uma retração de 2,8%. “O consumo de energia  elétrica  é  um  dos  termômetros  da economia. Apesar da queda em 2016, o  percentual é mais favorável do que em 2015, quando foi registrada baixa de  4,1%.  Isso  mostra  que  a  economia  começou a reagir e provavelmente no  segundo  semestre  de  2017 deveremos ter os primeiros dados positivos dos  últimos  dois  anos”,  explica  o  secretário de Energia e Mineração, João  Carlos Meirelles.