POTÊNCIA HMNEWS. ÚNICO COM CREDIBILIDADE E INOVAÇÃO EM PAPEL, INTERNET E EVENTOS.

ELÉTRICA | ILUMINAÇÃO | AUTOMAÇÃO |
SUSTENTABILIDADE | SISTEMAS PREDIAIS
 

 

+ de

106 mil

 

LEITORES, INTERNAUTAS, PROFISSIONAIS E FÃS DA REVISTA POTÊNCIA :)

 
ANUNCIE

Marketplace solar concentra 1.700 produtos

Oferecer conhecimento e transparência para facilitar a tomada de decisões. É esse o principal objetivo do Portal Solar (www.portalsolar.com.br), hub do setor que acaba de lançar um marketplace para integrar fabricantes, instaladores e clientes finais em um só lugar.

Com mais de 1.700 produtos disponíveis, a plataforma auxilia consumidores a entenderem melhor o segmento, assim como facilita o acesso de empresas de instalação aos melhores insumos do setor.

São cerca 3,6 mil companhias especializadas em instalação cadastradas no Portal Solar e que podem utilizar o marketplace. "É uma facilidade para conseguir as melhores opções, ao invés de ligar para diversos fornecedores e fazer mil pesquisas. Oferecemos as principais marcas e equipamentos em um lugar só", conta Rodolfo Meyer, diretor da plataforma.     

No caso dos consumidores finais, é possível visualizar as opções e seus respectivos preços para avaliar as diferenças técnicas entre geradores, por exemplo. Caso desejem efetuar a compra, a plataforma lista as empresas instaladoras próximas, que podem auxiliar no processo a partir de visitas técnicas.

Rodolfo explica que este passo segue a premissa de disseminar conhecimento sobre o setor e incentivar o consumo de energia solar no Brasil. "É um produto que necessita de um profissional para instalação, mas tem particularidades que mesmo um leigo consegue entender e comparar para tomar uma decisão informada", diz.

Hoje, o Portal Solar disponibiliza produtos dos seis maiores players mundiais em fabricação de painéis fotovoltaicos, inversores e até sistemas de bombeamento movidos a energia solar, entre outros. Há, ainda, oferta de mais de mil opções de geradores. A expectativa da empresa é a de uma movimentação entre R$ 80 milhões e R$ 100 milhões até o final de 2018.