POTÊNCIA HMNEWS. ÚNICO COM CREDIBILIDADE E INOVAÇÃO EM PAPEL, INTERNET E EVENTOS.

ELÉTRICA | ILUMINAÇÃO | AUTOMAÇÃO |
SUSTENTABILIDADE | SISTEMAS PREDIAIS
           
ANUNCIE

Prêmio de Gestão de Ativos

Encerram-se dia 7 de maio as inscrições para o ‘1º Prêmio Nacional de Gestão de Ativos do Setor Elétrico Engenheiro Amauri Reigado’, que vai reconhecer as melhores práticas relacionadas à gestão de ativos, conduzidas por concessionárias e permissionárias, e aplicáveis no setor elétrico brasileiro.

Os trabalhos, que também podem ser inscritos por funcionários diretos ou contratados das empresas concessionárias e permissionárias, além delas próprias, poderão concorrer nas categorias: Tecnologia e Inovação, que prevê a implantação de sistemas de monitoramento, softwares, ferramentas ou equipamentos para o desenvolvimento de novos processos; Atividades de Ciclo de Vida, que contempla soluções de Capex, Opex e Totex, processos de especificação, gestão de mudança, análise de obsolescência, entre outros; Gestão Estratégica, com base em indicadores para a medição de resultados e análises críticas de gestão de riscos, gestão de pessoas e análises de impacto e; Regulatório, ao determinar, por meio de indicadores, como a gestão de ativos pode apoiar a regulação e o mercado de energia do país.

O Prêmio é uma iniciativa do Instituto Brasileiro do Cobre (Procobre) e leva o nome do engenheiro da Cemig (MG), Amauri Reigado, em homenagem póstuma a um dos precursores da gestão de ativos no setor elétrico no país. Os ganhadores serão anunciados durante a 5ª Edição do Egaese (Encontro de Gestão de Ativos para Empresas do Setor Elétrico), que será realizado em 25 de setembro deste ano. As inscrições podem ser feitas pelo link http://goo.gl/ihjmvq.

Para Italo Freitas, presidente da AES Tietê, uma das maiores companhias de geração de energia do Brasil, o 1º Prêmio Nacional de Gestão de Ativos do Setor Elétrico coloca em evidência as empresas e pessoas protagonistas em gestão de ativos no setor elétrico brasileiro. “O Prêmio, ao dar destaque a empresas e pessoas inovadoras, mostra quem devemos buscar no mercado para conhecermos as práticas de excelência em gestão de ativos. Essa premiação é, sem dúvida, uma grande oportunidade de reconhecimento dos anos de trabalho e esforço dedicados à implantação da gestão de ativos no Brasil”.

No país, a AES Tietê é pioneira na aplicação da ISO 55001, um conjunto de normas que orienta as empresas na obtenção do melhor desempenho de seus ativos dentro do ciclo de vida de cada um deles, reconhecimento obtido em 2015. Atualmente, a empresa lidera um grupo de trabalho que discute a aplicação da ISO 55001 no Brasil e compartilha suas conquistas com outras empresas que estão se adequando para atender a ISO 55001. Os desdobramentos das iniciativas da AES Tietê, como a centralização das operações no Centro de Operações da Geração da Energia, trouxeram uma série de benefícios, como o aumento da segurança, a diminuição de paradas forçadas e a gestão integrada das usinas. As táticas de manutenção viabilizaram também outros centros de excelência, como o Laboratório Digital, o Centro de Suporte e Diagnóstico de Engenharia, a Sala de Controle de Telecomunicação e Sistemas e o Centro de Monitoramento de Reservatórios e Segurança de Barragens.

Renato Pagotto Bossolan, gerente de gestão de ativos da ISA CTEEP, entende que o 1º Prêmio Nacional de Gestão de Ativos do Setor Elétrico acontece em um momento de reconfiguração do setor elétrico, em que pese à diversificação da matriz energética, pelas energias renováveis eólica e solar. “O setor elétrico vem sofrendo revisões, inclusive no que toca ao seu modelo regulatório. Para acompanhar esse fato relevante e a demanda, a gestão de ativos, baseada no tripé custo-risco-desempenho, se torna uma ferramenta indispensável”.

Celso Cerchiari, consultor de projetos estratégicos do setor elétrico, lembrou que na gestão de ativos o recurso é direcionado para o local correto no momento da demanda, garantindo ao consumidor eficiência e qualidade do serviço. “A gestão de ativos é necessária em todos os setores intensivos em capital e precisa fazer parte da cultura da empresa. Na área elétrica, especificamente, o processo atende à crescente demanda de revisão regulatória em meio à modernização da matriz energética. Nesse cenário, o 1º Prêmio Nacional de Gestão de Ativos do Setor Elétrico reforça as iniciativas que vêm sendo adotadas nas empresas e incentiva seus colaboradores a continuarem engajados em seus esforços diários para promover melhorias”, concluiu.

           

Serviço:

1º Prêmio Nacional de Gestão de Ativos do Setor Elétrico

Inscrições até 7 de maio de 2018 pelo link http://goo.gl/ihjmvq

Elegibilidade: são elegíveis empresas concessionárias e permissionárias do setor elétrico que praticam os conceitos de Gestão de Ativos em seu cotidiano e funcionários diretos ou contratados de tais empresas.

Para mais informações, acesse: https://www.procobre.org/pt/wp-content/uploads/sites/4/2018/04/regulamento-premio-egaese.pdf