POTÊNCIA HMNEWS. ÚNICO COM CREDIBILIDADE E INOVAÇÃO EM PAPEL, INTERNET E EVENTOS.

ELÉTRICA | ILUMINAÇÃO | AUTOMAÇÃO |
SUSTENTABILIDADE | SISTEMAS PREDIAIS
           
ANUNCIE

Logística Reversa

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), por meio do seu Conselho de Sustentabilidade, comemora o sucesso do primeiro ano do termo de compromisso para Logística Reversa de pilhas e baterias portáteis, que recolheu 220 toneladas de material.

O resultado foi possível graças ao documento assinado em dezembro de 2016 entre a Federação, a Secretaria do Meio Ambiente do Estado, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), e a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), sendo que, em dezembro de 2017, foi incluída a entidade gestora Green Eletron.

A meta para o primeiro ano de operação do termo de compromisso foi criar pontos de entrega nas cidades com população acima de 100 mil habitantes. O objetivo de 76 municípios foi superado e, atualmente, 108 integram a lista. No total, segundo a Abinee, existem 699 pontos espalhados pelo Estado. Só na capital paulista, a operação contabiliza 366 pontos, que atendem mais de 11 milhões de moradores, enquanto que Caraguatatuba, com 100,84 mil habitantes, a menor população entre as cidades que aderiram ao programa, passou a ter seu primeiro ponto de entrega.

Antes da participação da FecomercioSP no programa, que existe desde 2010, 64 cidades estavam inseridas no sistema. Com a atuação da Entidade, em um ano, outros 44 municípios que não faziam parte da Logística Reversa de pilhas e baterias portáteis aderiam ao termo de compromisso e passaram a ter ao menos um ponto de entrega primário e/ou um ponto de entrega secundário. Isso significa que, hoje, levando em consideração os dados anteriores, o número total de cidades saltou para 108.

De acordo com a assessoria técnica do Conselho de Sustentabilidade da FecomercioSP, a iniciativa teve boa aceitação dos sindicatos. Sessenta e seis deles têm ao menos um ponto de entrega secundário (PES) em suas sedes, sendo que 28 deles expandiram o programa com PES instalados em parceiros ou subsedes dos sindicatos.

Para o presidente do Conselho de Sustentabilidade da FecomercioSP, José Goldemberg, a adesão dos sindicatos foi decisiva para o balanço do primeiro ano. “Queremos que todos contribuam para preservar o meio ambiente com a participação dos integrantes dessa cadeia no processo de Logística Reversa e também acreditamos que o programa seja expandido neste ano com o aumento da participação dos comerciantes”, finaliza.

Para facilitar a adesão e permitir que os comerciantes cumpram com as determinações legais, a FecomercioSP simplificou o processo de adesão ao termo de compromisso por meio da plataforma digital. Desde fevereiro de 2018, não é mais necessária a apresentação do contrato social da empresa para o cadastro.

Os interessados em participar devem clicar na aba “Pilhas e Baterias Portáteis” e, em seguida, preencher o formulário de adesão no site: http://www.fecomercio.com.br/projeto-especial/logistica-reversa/.

Depois, o estabelecimento deve manter, em local coberto, o coletor para pilhas e baterias portáteis e enviar os itens recolhidos aos fabricantes e importadores, que pode ocorrer via sindicato patronal. Os produtos pós-consumo que participam do termo são os seguintes: baterias portáteis, pilhas comuns de zinco-manganês, pilhas alcalinas e pilhas recarregáveis.

Comerciantes e sindicatos podem receber os materiais, sendo que, no primeiro caso, os comerciantes que vendem pilhas e baterias portáteis se tornam pontos de entrega primários, e os sindicatos atuam como pontos secundários, que recebem dos estabelecimentos as pilhas e baterias portáteis pós-consumo entregues pelos consumidores nas lojas.

A plataforma está disponível desde junho de 2017 e traz informações para consumidores e sindicatos. A ação é gratuita.