POTÊNCIA HMNEWS. ÚNICO COM CREDIBILIDADE E INOVAÇÃO EM PAPEL, INTERNET E EVENTOS.

ELÉTRICA | ILUMINAÇÃO | AUTOMAÇÃO |
SUSTENTABILIDADE | SISTEMAS PREDIAIS
           
ANUNCIE

Energia limpa

Reduzir os altos custos de energia elétrica e adquirir consciência em relação à produção de energia - de forma sustentável e sem comprometer o meio ambiente - foram os motivos que levaram os proprietários do Hotel MM, localizado em São Gabriel do Oeste, a 137 km de Campo Grande, MS, a instalar em sua sede o sistema de energia solar fotovoltaica. 

Projetado e instalado pela NeoSolar Energia, o sistema é composto por 34 painéis solares de 260Wp, que totalizam 8,84 kWp de capacidade, gerando aproximadamente 1.000 kWh/mês. “O objetivo era atender apenas parte do consumo do hotel, o que foi alcançado imediatamente”, indica o diretor da NeoSolar no Mato Grosso do Sul, Hugo Brandão. Antes da instalação, a despesa com eletricidade do hotel chegava a R$ 3 mil mensal.

As placas captam a radiação e, a partir dela, a energia elétrica é produzida para o consumo, seja residencial, industrial, hoteleiro, entre outros. “O sistema tem sido cada vez mais usado pelos consumidores e empresas. Além de contribuir com a preservação dos recursos do planeta, produzindo energia de forma limpa e de fonte renovável, há a valorização dos imóveis, bem como a fidelização dos clientes mais envolvidos com práticas sustentáveis e de consumo consciente”, afirma Brandão.

A NeoSolar Energia atua há mais de oito anos no mercado energético, por meio de consultoria, comercialização e instalação de produtos que viabilizam a produção e o consumo de energia solar fotovoltaica. Pioneira em instalação de sistema de energia solar conectado à rede elétrica no Estado de São Paulo, já capacitou mais de 1.500 profissionais em cursos ministrados em sua sede na capital paulista.

Mercado - Os períodos de estiagem dos últimos anos elevaram os gastos com energia elétrica em todos os setores da economia. No hoteleiro, não foi diferente. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) confirma que a tarifa de energia subiu a níveis preocupantes desde o início de 2014, estima-se que a alta acumulada possa atingir 44% até o final de 2018. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), o aumento na conta de energia dos últimos quatro anos superou a inflação acumulada no mesmo período.

Uma alternativa para não sofrer com os aumentos de tarifa é produzir a própria energia, empregando recursos naturais, sem provocar danos ao meio ambiente. “A partir de 20 mil reais, é possível instalar um sistema em estabelecimentos comerciais, como hotéis e pousadas, cujo retorno se paga entre 5 e 10 anos. O tempo de vida útil dos equipamentos é de 25 a 40 anos, garantindo economia por mais de 15 anos”, exemplifica o diretor da NeoSolar.

A tecnologia ainda não é adotada em sua total potencialidade pelo mercado hoteleiro brasileiro. Na opinião de Neuza Maccari, proprietária do Hotel MM, isso se deve à falta de informações e ao investimento necessário. “Há linhas de financiamento que incentivam essa prática, tornando a geração de energia solar fotovoltaica extremamente viável e de rápido retorno”, enfatiza.

Um importante instrumento para viabilizar o acesso à energia solar são as linhas de crédito. Para isso, o FCO (Fundo de Financiamento do Centro Oeste) em parceria com o Banco do Brasil é um grande aliado, pois disponibiliza crédito para os interessados em adotar sistemas que preveem o uso de fontes limpas para a geração de energia. 

Captação de água da chuva e aquecimento solar da água para uso nos chuveiros são outras ações em prática para reduzir os impactos no meio ambiente pelo hotel em MS. Com administração familiar, o estabelecimento proporciona relaxamento e bem-estar, preza também pelo atendimento caloroso e se preocupa com o meio ambiente. “Muitos hóspedes se sentem um pouquinho em seus lares quando estão aqui”. Além disso, muitos deles valorizam atitudes conscientes em relação ao meio ambiente. “Adotar o sistema de geração de energia de fonte limpa e renovável transformou-se em um diferencial competitivo, além de acrescentar credibilidade”, finaliza a proprietária.